Secretaria de Meio Ambiente quer plantar 20 mil hectares de Mata Ciliar até 2019

0
742

O Programa Nascentes é a maior iniciativa já lançada pelo governo do Estado de São Paulo para manter e recuperar as matas ciliares. Para falar do tema, esteve presente no 60º Congresso Estadual de Municípios, na manhã de quinta-feira, 31, a secretaria de Estado do Meio Ambiente, Patrícia Iglesias. O comando da palestra ficou por conta do 3º Secretário da Associação Paulista de Municípios, Antônio César Simão.

Patrícia procurou focar seu debate nas nascentes justamente por ser o principal programa, atualmente, no âmbito da restauração ecológica. “É um programa de governo que envolve 12 secretarias e fundamental para que, no futuro, tenhamos mais quantidade e qualidade da água”, explica a secretária. “Recentemente a região Sudeste sofreu com os efeitos da crise hídrica e, por isso, a recuperação das nascentes é de muita importância para nós”.

Reunindo diferentes instituições, como empresas públicas e privadas, poder público e sociedade civil, o programa otimiza e direciona investimentos públicos e privados para proteção e recuperação de matas ciliares, nascentes e olhos d’água.

O Programa Nascentes está com mais de 300 hectares plantados, porém, segundo Patrícia, entre os meses de março e abril haverá outros grandes plantios. “Ainda tem muita coisa para se fazer, mas esse número vai praticamente dobrar até o início de maio. Nosso objetivo é, até 2019, atingir 20 mil hectares. Um objetivo difícil de alcançar, mas tenho certeza que, com a participação de todos, vamos atingir”, destaca a secretaria. A meta da primeira fase do programa é recuperar 4.464 hectares de matas ciliares, utilizando 6,3 milhões de mudas de espécies nativas.

A mata ciliar nada mais é que a vegetação localizada no entorno de nascentes e nas margens de rios, córregos, lagos e represas que protegem as margens dos corpos d’água, evitando o assoreamento, favorecem a regularização da vazão dos rios e córregos além de oferecer abrigo e alimentação para a fauna local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.