O potencial do Agronegócio

0
376

Por Diego Deus e Mayquele Loiola

No período da tarde do último dia de apresentações do 64º Congresso Estadual de Municípios (CEM), que acontece nesta quarta-feira (30), foi debatido o potencial do agronegócios.

O agronegócio é considerado um dos propulsores da economia Brasileira. Segundo Itamar Borges, Secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, atualmente, o agronegócio responde por cerca 35% do PIB Nacional e ainda fez menção a outros programas de fomento ao setor, que são oferecidos aos municípios paulistas, inclusive, a redução do ICMS ao produtor rural. “São Paulo é o maior estado de diversificação agrícola do Brasil, envolvendo vários setores do agro de nosso estado. Outro ponto importante é o crescimento de nosso agro em 2021. O agronegócio paulista cresceu 26%, enquanto o Brasil 10,1%”,comparou ele.

Chiquinho Matturro, Secretário Executivo da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, reforçou o empenho do estado no fomento ao agronegócio e acrescentou: “O agronegócio paulista cresceu 68,60% nos últimos quatro anos. No início da pandemia, muitas pessoas começaram a estocar alimentos, com medo do desabastecimento. Isso não ocorreu porque o agronegócio não parou, o fluxo de produção é contínuo e, na época, estava em alta”.

Esteve presente na bancada principal, Maria Teresinha de Jesus Pedroza, prefeita de São João da Boa Vista, que comentou sobre a implantação do SIM, em parceria com o SEBRAE, no interior do estado. ”Sabemos da importância do agronegócio. Da engrenagem econômica que ele representa para o desenvolvimento dos municípios”, declarou.

Por fim, Arnaldo Calil Pereira Jardim, deputado federal por São Paulo, reforçou a união que deve-se manter, provinda do municipalismo, em apoio aos projetos do Agronegócio.