Municípios ganham nova oportunidade para ampliar mercado para agroindústrias

0
384

O projeto ConSIM, do MAPA, já beneficiou 60 empresas e atendeu 12 consórcios. No Estado de São Paulo são 16 empresas em 6 municípios paulistas

Estão abertas até dia 8 de março as inscrições de consórcios intermunicipais interessados em receber capacitação técnica para ajudar os municípios a ampliar o mercado de produtos de origem animal. O projeto ConSIM , do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tem como finalidade aumentar o número de municípios incluídos no Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), o que permite que itens inspecionados por esse serviço sejam comercializados em todo o território nacional.

A inscrição pode ser feita em https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe6pGeWsMLwoVQZBrcG_vusO5qaFbbQ3SNZ1lHNEeuRdRlx2A/viewform

O ConSIM tem foco na adequação e qualificação de Consórcios Públicos de Municípios e dos Serviços de Inspeção vinculados, bem como de estabelecimentos registrados, sejam eles dos ramos de laticínios, produtos cárneos, mel, ovos ou pescados. A ideia é orientar os consórcios para que mais municípios possam aderir ao Sisbi e ter acesso às vantagens.

Esse é o segundo edital do projeto. Na primeira vigência, entre 2020 e 2021, 12 consórcios intermunicipais foram orientados pelo Mapa para a adesão ao Sisbi-POA e 15 foram contemplados com recursos via convênios. O governo destinou R$ 1,8 milhão para financiamento de equipamentos de informática e veículos para os consórcios.

VANTAGENS

São muitos os benefícios aos municípios que conseguem a adesão ao Sisbi-POA. Entre eles estão a estruturação dos serviços de inspeção, a valorização das equipes que atuam nessa área, a harmonização de procedimentos, o aprimoramento técnico, a melhoria da execução dos trabalhos e a padronização da legislação.

O maior impacto para a região do consórcio é o desenvolvimento da economia regional. As agroindústrias passam a atuar de forma regular e podem vender seus produtos em todo o Brasil. Isso não só valoriza essa produção, como gera empregos, aumento da renda e, consequentemente, maior arrecadação.

“Temos verificado que os produtos dessas agroindústrias também registram um salto na qualidade a partir da adesão”, explica Amélia Cristina Cruz da Silva Teixeira, auditora fiscal federal agropecuário da Divisão de Defesa Agropecuária (DDA) da Superintendência Federal de Agricultura de São Paulo (SFA-SP). A superintendência é a representação do Mapa nos estados.

Na primeira etapa, foram oferecidas cerca de 10 mil vagas em capacitações, por meio de oficinas, cursos a distância e orientações técnicas. Consultorias do projeto ConSIM atenderam 60 empresas. Foram providenciadas 246 análises de produtos nos laboratórios do Mapa (133 de produtos cárneos, 27 de méis, 13 de ovos, 50 de lácteos e 23 de pescados).

Saiba mais em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/empresas-paulistas-multiplicam-negocios-apos-adesao-ao-sistema-brasileiro-de-inspecao

-de-produtos-de-origem-animal

Acesse o edital em: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/suasa/projeto-consim-1/projeto-consim-2022-2023/projeto-ampliacao-de-mercados-de-poa-para-consorcio-publico-de-municipios-2022-2023