De volta à normalidade, respeitando os direitos e resguardando os deveres

1
541

A APM – Associação Paulista de Municípios, em razão da “greve dos caminhoneiros”, que paralisou o país e mobilizou a opinião pública, e mais, refletindo diretamente nos municípios e na vida dos cidadãos, vem de público manifestar-se:

Primeiramente, solidarizar-se com a categoria que, de forma ordeira, soube utilizar os meios de que dispõe para fazer-se notar, ouvir e alcançar suas reivindicações;

Atendidos, estamos seguros que saberão avaliar e interpretar o “êxito” do movimento, compreendendo a necessidade de voltarem às suas atividades, devolvendo a normalidade na vida das pessoas e a retomada plena dos serviços públicos, especialmente os essenciais.

Destacamos a pronta ação do Governo Federal neste episódio, conduzida pessoalmente pelo Presidente Michel Temer, abrindo rapidamente negociações, atendendo a pauta de reivindicações e pondo fim à crise.

Por fim, sublinhamos o papel desempenhado pelo Governador Márcio França, chamando para si a responsabilidade das negociações no Estado e, com isso, passando a ser personagem importante na solução nacional do episódio.

Esperamos, assim, que a normalidade seja retomada o mais rápido possível, para que a rotina se reestabeleça em todos os 645 municípios do nosso Estado.

Carlos Cruz
Presidente da Associação Paulista de Municípios (APM)


ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MUNICÍPIOS
Rua Araçari, 125 – Itaim Bibi – São Paulo  – SP – CEP: 01453-020
apaulista@apaulista.org.brwww.apaulista.org.br

 

1 COMENTÁRIO

  1. Lúcida e serema avaliação deste importante teste para nossas Instituições e para Democracia que construimos. Parabéns Dr Carlos Cruz por expressar tão bem o pensamento, que acredito, muitos de nós democratas compartilhamos!
    Rogerio Goes
    Conselheiro do CRASP
    DIretor de Relações Institucionais Instituto Articule

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui